Camisetas Guanabara.info !! Garanta já a sua!

Microsoft Brasil Lança Office 365 baseado na nuvem

Categorias: Microsoft

2 comente

Segunda feira eu estava indo almoçar quando encontro uma mulher de camisa laranja e nela estava escrito “office 365″. Até então eu achava que era uma piada. Decidi pesquisar sobre o assunto e descobri que a segunda leva de lançamentos do Office 365 ocorreu nessa terça-feira, provavelmente aquela mulher estava ensaiando alguma coisa ou até mesmo se preparando para alguma apresentação.

Numa coletiva em São Paulo, a Microsoft anunciou a disponibilidade imediata do produto para usuários corporativos — profissionais, e pequenas e médias empresas — interessados em migrar para a nuvem.

A principal vantagem do Office 365, de acordo com o material fornecido pela companhia, está no pagamento. Em vez de licenças, existe a assinatura mensal com custo por usuário. Para profissionais liberais e pequenas e médias empresas fica na casa dos US$ 6 mensais. Em grandes empresas que optem pelo Office 365 o investimento varia de US$ 2 até US$ 27 mensais por usuário cadastrado.

O Office 365 funciona intimamente com a web. Ele tira proveito do Office Web Apps, os aplicativos do Office como Word e Excel em sua versão para navegadores. Em tese não precisa instalar nada para começar a criar relatórios no processador de texto ou modificar planilhas no software para esse fim.

As grandes empresas que se interessarem pelo serviço ainda poderão contratar a instalação do Microsoft Office Professional Plus na estação de trabalho de cada funcionário cadastrado.

Fonte:[tecnoblog]

Related Posts with Thumbnails
  • @GutoSolaris - 32 - São Paulo

    Iniciativa muito interessante, porém, longe da realidade das pequenas e médias empresas que dependem por exemplo do “Lerdox” no Rio. Continuo achando que a banda larga no Brasil tem que amadurecer muito para migrar para a nuvem.

    [Responder]

    novembro 9, 2011 @ 9:54 am
  • Concordo com o @GutoSolaris, creio que a longo prazo teremos um espaço interessante para migrar para a nuvem, mas hoje em dia, sem chances.

    [Responder]

    novembro 9, 2011 @ 6:10 pm

Comentar