Camisetas Guanabara.info !! Garanta já a sua!

A Microsoft realmente perdeu o bonde? (1 de 2)

Categorias: Debate, Linux, Microsoft, Notícias, Opinião

105 comente

Aposto que alguns já devem estar pensando: “Lá vem aquele chato do software livre falar mal da Microsoft…“. E venho mesmo. Mas dessa vez fazer uma crítica construtiva, talvez ainda mais do que as outras vezes… Leia tudo antes de opinar.

A Guerra da Microsoft contra o Software Livre.

A Guerra da Microsoft contra o Software Livre. Clique para ver em tamanho maior.

Sou só eu ou vocês também tem a impressão de que a Microsoft perdeu o bonde da história? Explico melhor aí embaixo. O texto é longo, mas acho que vale a pena.

Todos nós conhecemos a Microsoft, grande corporação de marketing software que temos hoje em dia, uma das maiores empresas do mundo, etc e tal. Quem ouve o Retrocomputaria, já vai sabendo que no futuro teremos um episódio falando do início dos PCs, da Micro-soft (sim, tinha hífen) e como tudo começou. Se você tiver interesse, também recomendo assistir o documentário “O Triunfo dos Nerds“, apresentado pelo Robert X. Cringely.

Todo mundo sabe também que não morro de amores pela Microsoft. No meu blog, existem vários comentários que fiz à MS, e a maioria não foram elogios. Sim, eu uso Windows no trabalho, e já tive muitos problemas com software mal-educado para rodar em usuários não-privilegiados no sistema da Microsoft. Ironicamente, um dos piores… Era um software da própria Microsoft, o Visual Basic. Afinal, alguém pode me explicar porque o VB quer mexer numa DLL dentro de C:\WINDOWS\SYSTEM32? Ou por que o Organograma do Word quer criar um arquivo temporário no C:\WINDOWS\SYSTEM, e você tem que descobrir qual é o arquivo para não liberar o diretório todo, e isso afetar toda a segurança do sistema? Logo, já falei mal dela várias vezes, e o pior: eles me dão motivo. Desde 1995, na saudosa Esquina das Listas, eu li o nome de uma lista que tive que assinar: “Odeio Windows mas sou obrigado a usar“. Na época, sem alternativas. Ou era Microsoft, ou nada.

De lá para cá, todo mundo sabe, muita coisa mudou. O crescimento de alternativas tem sido perceptível, até para os high-monkeys microservos, o que tem deixado-os preocupados. Uma empresa que não está acostumada a ter concorrência (vide o caso dessa que todos nós conhecemos), quando começa a ter, se apavora. Concorrência, até um nível aceitável, é algo saudável: Vide a briga Intel x AMD: Por mais que a Intel seja muito maior do que a AMD no mercado de processadores, precisou a segunda jogar com valores bem baixos no mercado para que a primeira corresse atrás do prejuízo com os Core 2 Duo. A segunda fez cortes drásticos de preço, fazendo os Athlon 64 X2 custarem metade do preço em pouco menos de dois meses. E isso aqui no Brasil. Imagina nos Estados Unidos…

Mesma coisa no mercado de software: A Microsoft teve que se render. A aliança com a Novell, por mais que seja abominável pelos olhos da maioria da comunidade do software livre, prova uma coisa: A Microsoft admitiu que o Software Livre é uma realidade e pior, uma ameaça. Você já pode se dar ao luxo de montar um escritório todo rodando em cima de softwares livres. Vi reportagens em revistas, onde o autor instala tudo com alternativas livres, ou até coloca o Windows XP, e todo o resto é software livre: BrOffice.org, Inkscape, VLC, Pidgin, etc. Muito interessante.

Ao mesmo tempo, a Microsoft começa a se atrapalhar no seu gigantismo. Ela está tão grande, tão grande… Que perdeu a agilidade. A Microsoft é hoje o que a IBM foi há 30 anos. IBM que, aliás, hoje em dia aprendeu a lição: Vendeu a fábrica de HDs para a Hitachi, emancipou a fábrica de impressoras (Lexmark), os desktops e os notebooks foram para a Lenovo, e 50% da sua renda vem hoje de serviços, principalmente terceirização de TI. Conheço gente que trabalha com desenvolvimento e está na IBM hoje em dia. A Big Blue se reinventou para os novos tempos. E não deixou de inovar: Está aí o POWER 7 que não me deixa mentir.

Voltando à Microsoft: Notaram como ela não tem conseguido se dar bem em novos mercados? Vejamos:

  1. Em mobilidade, a Microsoft tem o Windows Mobile, que tem fãs ardorosos, alguns inclusive formadores de opinião (por infelicidade geral). Vejamos os concorrentes:
    • O Symbian é o que tem a maior penetração no mercado. Basta ter o apoio da Nokia, o maior fabricante de celulares do mundo (pouco mais de 1 bilhão de celulares vendidos). 42% do mercado mundial.
    • Por mais que os trombeteiros do apocalipse alardeiem, a Palm não morreu, e o Pre está aí, tornando-a novamente relevante para o mercado. Já falam em licenciamento do WebOS para outras plataformas.
    • Os Blackberrys, da RIM, que viciam, também são uma mania entre os americanos. E convenhamos, são uma graça, e funcionam muito bem. Quase 20% do mercado.
    • Precisa falar do iPhone? O celular mais hypado da história (e que eu tenho uma opinião bem particular a respeito), e a Apple está nadando de braçada nesse mercado. Terceiro lugar no ranking dos sistemas operacionais para portáteis, atrás dos Symbian e dos Blackberry.
    • Android, crescendo a olhos vistos… Eu mesmo falei por aqui de que quase todos os fabricantes de celulares irão usar o Android. Falam até na Nokia…
    • Ah, antes que eu me esqueça… Linux em celulares, com outras alternativas: os Linux customizados da Motorola, LiMo Foundation… Pois é.
  2. Qual seria a resposta óbvia da Microsoft? Windows Mobile 7. E cadê o dito cujo? Nada. Atraso de mais de um ano. Falam em meados de 2010, agora. Será que ele se tornará relevante para o mercado? Note que não estou dizendo que o Windows Mobile é ruim. O Windows Mobile pode até ser bom, mas tem muita concorrência – que não está parada. No mercado corporativo, a RIM leva de lavada; a Symbian tem apelo com o market-share e ferramentas como acesso a servidores Exchange (da própria Microsoft), assim como iPhone e Android. E no mercado dos tech freaks, os “amantes da tecnologia”? Alguém aqui quer um celular com WM? A maioria quer iPhone… E tem mais uma coisa: As inovações que o Windows Mobile 7 trará, já existem no iPhone, no Android e em breve no Symbian (ainda mais depois do código ser aberto).

  3. No campo dos videogames, ela parece que agora acertou a mão. Sejamos francos, o Xbox (o primeiro) é um PC castrado. Basta você hackear a BIOS e ele é um PC, e teve muita gente fazendo dele servidor por aí. Agora, com o 360, ela está com um aparelho muito bom, e parece que acertou a mão com a Xbox Live. A rede é realmente empolgante pelo que dizem. Mas… E os concorrentes?
    • A Sony ainda tem o videogame mais vendido da história, o Playstation 2. No PS3, ela apostou em fazer dele um player de Blu-Ray (como fez com o PS2 como um DVD-player), só que o custo alto e o alto consumo de energia tornaram-se entraves. No Brasil, lamentavelmente, com jogos custando R$ 200 (Mortal Kombat x DC Universe, eu perguntei o preço!), ele não se populariza pela falta de cópias não-autorizadas de jogos sendo vendidos por preços mais em conta. Se bem que o custo dele caiu (dumping da própria empresa), e o desbloqueio dele farão o PS3 se popularizar (um conhecido já recebeu 5 encomendas de PS3 no dia seguinte ao anúncio do desbloqueio).
    • A Nintendo ressurgiu das cinzas: O Wii é hoje o queridinho do mercado e vende horrores, mesmo com o preço alto que cobram por ele aqui em terra brasilis não fazer jus ao seu hardware embarcado, inferior ao Xbox 360 e o PS3. Numa rápida olhada em um site de pesquisa de preços, vi o PS3 a R$ 1192, o Xbox 360 a R$ 1025, e o Wii a R$ 850 (preços de 4/7/09). Para um equipamento razoavelmente inferior, a diferença de preço é de 17% para o 360 e 29% para o PS3. Só que o Wii não vale isso tudo, o hype em torno dele mantém o preço dele alto. E todo mundo que-não-é-jogador quer um Wii.
    • Qual foi a resposta da Microsoft? Project Natal, que é fantástico. Mas não é inovador. Quero dizer, é inovador sim, mas quem lançou a idéia de “jogar com o corpo” foi a Nintendo, não a Microsoft. E todos irão lembrar-se disso.

    Ou seja, está bem, mas tem dificuldade. No Japão, por exemplo, a penetração é pequena. No Brasil… PS2 ainda domina. EUA… O Wii vendeu mais, tendo sido lançado 1 ano depois do X360. E por aí vai.

  4. Na Web então, a Microsoft tem algumas boas iniciativas (como o Bing!), mas está tomando uma lavada do Google. 79% contra 8% em buscadores é quase uma covardia. E francamente, alguém faz busca em outro site que não seja o Google?
  5. Aliás, vocês já viram que ela sempre corre atrás do Google? O Google soltou o Google Maps e o Google Earth, ela solta o Virtual Earth 3D. O Google faz o Google Docs, ela anuncia o Office 2010 online (mas pago). O Google tem uma área para desenvolvedores, e a Microsoft lança o Codeplex. E por aí vai.
  6. No mercado de navegadores, o Firefox está crescendo mais e mais, sem contar com o Chrome subindo no horizonte… Temos o Safari, mas o seu crescimento está vinculado ao crescimento do Mac OS X (e iPhone OS), não conheço quem prefira o Safari em execução numa plataforma Windows. E o Internet Explorer, que ficou parado por anos, deu uma revigorada, mas mesmo assim está paulatinamente perdendo mercado. O melhor exemplo que tive foi quando estava numa oficina mecânica, e o computador do escritório deles tinha o Firefox instalado. Virei para a esposa do dono, e perguntei sobre o navegador, ao que ela respondeu: “Ah, mas ele é muito melhor!” Se alguém que não é da área diz isso, o que diremos nós, que somos?
  7. E em música? A Apple, com o iPod, está lá na frente, mesmo vendendo um produto com acesso limitado (através do iTunes apenas – oficialmente falando), sem contar a iTunes Music Store. Para vocês terem uma idéia, acabo de ver essa na MacMagazine: “Apple dará um Gift Card de US$10.000 para quem baixar a 10.000.000.000ª música na iTunes Store“. A música número 10 BILHÕES. É coisa para caramba. E o que a Microsoft fez? O Zune. Conhecem alguém (além do @Johnnyken) que goste do Zune? Eu nunca nem vi um… E a loja? Havia conflito de DRM na loja, música adquirida para o Zune não tocava no micro, os DRMs não eram compatíveis… #EPICFAIL.
  8. Em linguagem de programação, quais são as mais usadas? Segundo o relatório da TIOBE de janeiro de 2010: Java, C e PHP. Java, em particular, cresceu MUITO e foi certamente a principal motivação da Oracle comprar a Sun (ou você acha que Deus Larry Ellison comprou a Sun porque gosta do Solaris?). O que a Microsoft fez? O .Net, que era apenas um press-release e demorou a tomar forma… E é uma extensão dos conceitos do Java. Não é inovador, me desculpem quem programa em *.Net, mas não é inovador. Java sim, foi. O .Net não é, e nem tem tanta penetração assim no mercado (VB em quinto lugar, C# em sexto), o C tem mais penetração do que eles dois somados. Se somar ao C++ (que é o quarto), então…
  9. Em design na Web e documentos, ela resolveu soltar um concorrente para o quase onipresente Flash, que foi o Silverlight. E os grandes acontecimentos do Silverlight foi transmitir a pose do Presidente Barack Obama, e uma coleção da Playboy acessível via Web. No caso da suite de Web da Adobe, ela pretendia soltar um concorrente, não sei no que deu (se souber, avisa aí embaixo). Ela chegou a bolar um concorrente para o padrão PDF, da Adobe e queria meter goela abaixo no Windows Vista. A Adobe chiou (na Justiça), e ela recuou.
  10. O mercado cativo da Microsoft é o Windows e o Office, que correspondem a 60% do faturamento da empresa. Nessa área ela reina, mas começa a ter mais pluraridade: Linux no desktop, apesar de pequeno, tem crescido rapidamente. Além disso, o Mac OS X tem aumentado sua penetração: iPod e iPhone acabam trazendo novos usuários para o Mac. Isso significa que eles não podem mais ignorar esse mercado. E lembrem-se: O OpenOffice.org está presente em 21% dos computadores PC alemães
  11. No mercado de servidores então, chega a ser humilhação: 33,8% do mercado, contra 7,9% do mercado para a Microsoft.
  12. Em em supercomputação? 436 dos 500 supercomputadores mais rápidos do mundo rodam Linux. Windows? 5. CINCO. Só!
  13. Aliás, uma coisa que a Microsoft sempre foi muito boa foi impor seu formato aos outros. Quer ver a lista?
  14. Algumas curiosidades a respeito da Microsoft:
    • Ela é a única empresa que ainda VENDE o sistema operacional. Sim, eu sei que a Apple também vende. Mas o foco da Apple não é vender sistemas operacionais, é vender hardware. E para ela, software é acessório. Por isso eles vendem o Snow Leopard a US$ 29. A mentalidade é diferente, não melhor nem pior, só diferente. Além do Windows e do Mac OS X, existe uma miríade de sistemas operacionais, fechados e abertos, mas todos são distribuídos de graça.
    • A Microsoft não trabalha com rentabilidade advinda de serviços. A IBM trabalha em cima desse modelo novo e enxugou onde pode. Isso deu agilidade a ela. A Microsoft continua no esquema de caixinha de software, serviço é com outra empresa.
    • É inegável a capacidade da Microsoft de se reinventar. Em 1996, ela se reinventou toda, pois para ela, valia a pena investir na rede MSN, que seria uma “internet em miniatura”, como o AOL, o Compuserve, entre outros. Para ela, a Internet não iria pegar, ou seria uma moda passageira. A história comprova o contrário, e a MIcrosoft soube se reinventar, abandonando idéias como o servidor de streaming Tiger, por exemplo.Ela é capaz de mudar rapidamente de foco.

Então, isso aqui é para vocês pensarem… E opinarem. Em breve publico a segunda parte.

Related Posts with Thumbnails
Muita gente resolveu comentar aqui, então tivemos que dividir em 1 páginas.
Deixe sua mensagem aqui e colabore para chegarmos à página [1+1]! :)
  • Edson, 28 anos, Macapá-AP, Professor

    Eu trabalho como professor de informática a 12 anos (neste completo 13!). Começei com MS-DOS e Windows 3.11, Word 6, Excel 5, Power Point 2 e Access 2. Trabalhei com os ambientes ou sistemas operacionais 95, 98, Me, NT, 2000, XP, Vista (por pouco tempo) e agora com o Windows 7. Mas, de uns 4 para cá tive contato com o Linux por meio do Conectiva depois com o Ubuntu 6.10 e fui trabalhando com todas as outras versões deste, até a presente 9.10. Sou apaixonado por sistemas Linux. Já usei CentOS, Fedora, Slackware, Já trabalhei também com FreeBSD e o PC-BSD. Agora posso formular um conceito sobre o uso de sistemas operacionais e aplicativos diversos. Consideravelmente o Software Livre e os Open Source tem apresentado grandes avanços, como funcionalidade, estabilidade e produtividade. Neles encontro alternativas para o nível de usuário simples, empresarial e para nível de servidor, administrador. Com um diferencial, “grátis” e “personalizável”. Já na plataforma Windows temos a falsa ideia de facilidade de uso e isto se deve ao seu uso intensivo e uma cultura de negação do novo em detrimento do “mais usado, que pensam que é o mais antigo”. A Microsoft está ficando para trás há algum tempo. É importante ressaltar que o KDE 4.4 está ai e vem com recursos muito legais, inovadores mesmo. E o Gnome continua funcional e bem leve.

    [Responder]

    fevereiro 14, 2010 @ 9:46 am
  • Ricardo, parabéns pelo post. Muito esclarecedor. Que a M$ estava levando uma lavada eu sabia, mas não tinha idéia que era em tantas frentes diferentes.
    Olhando o “Software Wars”, a M$ parece até um certo país no final da 2ª Guerra.
    Por mais que as coisas estejam ruins, o Bill não vai morrer pobre. Mas, se a M$ não seguir o exemplo da IBM, não sei não…

    [Responder]

    fevereiro 14, 2010 @ 10:15 am
  • Vagner Luiz - Campinas - SP

    Muito bom Guanabara! Parabéns!.
    isso faz a gente pensa um pouco mais a respeito da Microsoft, que por sinal hoje em dia ‘manipula’ as pessoas que não tem conhecimento na area de Software, eu mesmo sou vitima disso, sou usuário do windows a 5 anos mais ou menos, comecei com a versão XP e hoje atualmente estou usando a versão Seven, tenho vontade de usar Linux ( inclusive ja instalei uma vez a versão Ubuntu no meu pc), mais por preguiça e saber que no Windows tudo é mais fácil, não continuei usando o Linux. Enfim Microsoft hoje é dia é um “generico” de todos os software e hardware existente no mercado. Mas ai vai uma observação na minha opinião o que não faz um sistema operacional cresce como o Linux e se torna um Windows da vida ( popular-mente ) é os software que rodam nele, que não tem a qualidade que tem um software que roda em Windows, Exemplo: Photoshop, Fireworks, Dreamware etc. Posso esta errado porque não explorei muito os software livres que tem a mesma função desses citados. Estou iniciando agora na parte de WebDesigner, e vejo que ser usuário Linux agora não seria uma boa escolha, pois não me identifico com outros software a não ser Photoshop, Fireworks, Dreamware.
    Mais uma vez Parabéns Guanabara pelo seu excelente trabalho, que nos trás diariamente curiosidades e informação, esta de Parabéns. Abração

    [Responder]

    Arcano Mephisto - Fortaleza - Ceará - Administrador de Servidores e Programador Respondeu:

    @Vagner Luiz – Campinas – SP,
    Cara o Wine consegue fazer com que esses programas que tu usa funcionar.
    E se você não conseguir colocar de primeira sempre terá algum tutorial de alguém que conseguiu.

    [Responder]

    Vagner Luiz - Campinas - SP Respondeu:

    @Arcano Mephisto – Fortaleza – Ceará – Administrador de Servidores e Programador, pow ouvi fala desse Wine mesmo , mais não entendi muito bem como funciona, pensei que fosse tipo um Virtual Box que rodasse outro sistema operacional dentro do Linux, Obrigado pela dica. Abraço

    [Responder]

    Arcano Mephisto - Fortaleza - Ceará - Administrador de Servidores e Programador Respondeu:

    @Vagner Luiz – Campinas – SP,
    Não é não. Ele é uma API para os programas do Windows funcionar nele.
    Tem até programas que automatizam o WINE. Como é o caso do PlayOnLinux

    Ricardo Pinheiro Respondeu:

    @Vagner Luiz – Campinas – SP, sinto-lhe dizer, mas não foi o Guanabara que escreveu, mas fui eu, Ricardo Pinheiro. ;-)

    Quanto a ter “qualidade”, eu sempre pergunto:
    1) Vc pagou pela cópia dos programas comerciais q vc tem no seu micro?
    2) Vc usa realmente tudo o q os programas oferecem? Melhor, vc precisa de tudo q eles lhe oferecem?
    3) Vc conhece as alternativas livres, p/ saber se elas estão tão defasadas assim?

    Depois q responderes essas perguntas, dá p/ termos um parâmetro.

    [Responder]

    Vagner Luiz - Campinas - SP Respondeu:

    @Ricardo Pinheiro, então ricardo
    1) sim
    2) eu uso de acordo com o que eu preciso, as demais ferramentas eu vo usando de acordo com a minha necessidade.
    3) foi como eu disse, eu nao conheço muito sobre, mais ja mexi um pouco em programas livres que fazem essa mesma função.
    posso estar errado por esta falando de um software que si quer não usei de forma completa, mais isso vai muito de uma pessoa usa eu tambem vo usa, e assim eu fico nos programas que rodam em Windows. Abraço

    [Responder]

    Ricardo Pinheiro Respondeu:

    @Vagner Luiz – Campinas – SP,
    1) Todos? N estou falando de Windows, q vem incluído em várias máquinas, e o Office a R$ 200 (excelente jogada da Microsoft). Isso eu tô incluindo o Photoshop, por exemplo.
    2) Então conheça as alternativas, n só as livres (shareware, por exemplo). Pq se vc pagou por todos eles, vc deve ter muito dinheiro no bolso (me dá um aí).
    3) Lembre-se q o desenvolvimento é contínuo: O Photoshop tem 20 anos, o Gimp tem 12. E a distância de um p/ o outro n é de 8 anos, pelo contrário.

    Ricardo Pinheiro Respondeu:

    Pq será q há várias pessoas, como o @Vagner Luiz – Campinas – SP, q acham q o Gustavo faz todos os posts aqui? :-(

    [Responder]

    fevereiro 14, 2010 @ 10:45 am
  • Rapaiz!! bom post queria saber se voçê não poderia vim a minha cidade fala com alguns professores meu que idolatram a Microsof.So pra vc ter uma ideia eu faço curso tecnico e vamos ter a materia de linux.Meu professor quer adotar o Open Suse porque parece que a microsoft compro a novell e a ela e dona do Suse alguma coisa assim.è continuo lutando pra ser o Ubuntu mais e dificil

    [Responder]

    Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro Respondeu:

    @gabriel beirigo da silva

    Achei muito engraçado seu professor querer usar o Suse só porque ele é parecido com o Windows…

    [Responder]

    fevereiro 14, 2010 @ 12:43 pm
  • Gabriel, eu iria de bom grado, se me levarem… P/ isso preciso de hospedagem + condução. Organiza isso por aí q a gente dá um jeito de ir. Onde tu moras?

    E a Novell n foi comprada pela M$, ela fez um acordo de interoperabilidade (palavrão gde!) c/ a 2a.

    [Responder]

    fevereiro 14, 2010 @ 1:19 pm
  • Digogs

    Que a microsoft dá muita mancada isto é verdade, mas graças a ela milhares de pessoas conseguem navegar, e windows é mais fácil do que o linux para utilizar e eu utilizo o raciocínio mais simples, mais de 90% das pessoas utilizam o pc para uso pessoal… Os anti-microsoft dizem que o linux é simples, mas nós que somos do ramo da informática não sentimos dificuldade no linux, mas imagine quem quer apenas utilizar para navegar, orkut, msn, twitter, etc. No windows se vc estiver precisando de um plugin basta vc ir no baixaki.com e depois dar dois cliques no arquivo e clicar em avançar, avançar… Agora eu acho mais prático pelo terminal, mas o windows ainda é mais intuitivo… Agora, o linux mesmo sendo bom me preocupa, quando tiver mais de 50% do mercado o que vai acontecer? Acho que milhares de empresas irão criar milhões de versões, e cobrar pelos serviços, milhões de Crackers, vão começar a analisar os código para tentar achar brechas e invadir, assim será mostrado que o maior problema não é o OS e sim o usuário… É verdade que a microsoft está mais preocupada por causa da concorrência e eu estou gostando de ver, mas não quero que a microsoft se renda não, quero preços mais baixos e mais estabilidade, sem dizer menos vulnerável. E logicamente mais concorrência é sempre bom, mas que tenham compatibilidade entre si, quero ver sistemas se comunicando automaticamente.

    Só respondendo… na minha opinião.

    MSN, não é mais utilizado porque já vem no WINDOWS, tanto é que o firefox não vem instalado no xp e teve um crescimento muito grande, a maioria das pessoas tem um hotmail, vc não tem? Mesmo tendo uma plataforma defasada, quem utiliza não percebe. O problema é que em outros países os computadores são mais modernos, enquanto aqui no Brasil a maioria da população tem computadores com mais de 5 anos, e estou sendo modesto. Outras pessoas fazem mudanças antes de completar 1 ano. Já o Internet explorer é realmente horrível…

    A Microsoft e a Apple não são tão diferentes não, se ela fosse competir com a MS seria um linux da vida e caro, ninguém iria comprar, na verdade quem compra o windows? Somente empresas ou quando já vem instalado, esta é a verdade… Windows em empresa é dúvidoso, em casa acho super simples, mais compatibilidade, tudo serve nele, jogar nem se fala… Falo isto porque vejo mais problemas quando faço a instalação do linux do que do windows, incompatibilidade com placa gráfica, ter que alterar arquivos para o computador desligar… Sei que o caso dos drivers são das empresas, mas enquanto elas ficam nessa, nós ficamos quebrando a cabeça tentando achar um genérico… o windows infelizmente é a melhor opção. Agora em empresas não recomendo e acho que vc já falou muito bem nos outros milhares de posts…

    [Responder]

    Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro Respondeu:

    @Digogs

    Se você olhar bem, você só confirmou o que o Pinheiro falou sobre o Windows:

    “Odeio Windows mas sou obrigado a usar“

    Usamos o MSN pois não tem algo realmente melhor. Quem usa o Hotmail usa por costume, não por gosto. É o conservadorismo que mantém os software proprietário. O conservadorismo ou a necessidade, não necessariamente a qualidade.

    Algumas coisas você falou com um certo desconhecimento de causa. O Linux já deixou de ser uma plataforma incompatível com tudo há muito tempo. Algumas versões do Linux são mais complicadas, outras são mais fáceis de usar. É só procurar que você acha uma versão que se encaixa nas suas necessidades.

    Eu não sou um dos entusiastas do Linux. Sou entusiasta dos bons serviços e das boas iniciativas. E que caiam os dogmas e o comodismo dos usuários básicos.

    [Responder]

    Thales Sabino - 21 - Caratinga - MG Respondeu:

    @Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro, @Digogs
    Você fala de usabilidade no windows, mas você somente compara com Linux. Não deixe de levar em consideração os Mac OS. Eles são infinitamente mais fáceis de usar que qualquer distribuição linux de hoje (opinião). O linux, querendo ou não, tenta copiar a M$ em vários aspectos. O Mac OS não. É uma outra cultura. Pense bem.

    [Responder]

    Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro Respondeu:

    @Thales Sabino – 21 – Caratinga – MG

    Isso é verdade. A Apple faz todos os seus produtos pensando no usuário. Eu acho incrível a usabilidade do OS deles. Eles pensam no que os usuários gostariam, isso faz com que os produtos sejam extremamente confortáveis de se usar. Falou e disse!

    Ricardo Pinheiro Respondeu:

    @Thales Sabino – 21 – Caratinga – MG, Linux copia o Windows? Onde? Nas janelas, ícones e barras de rolagem? Olha, sinto muito, mas então todo mundo copiou do Xerox Star… Inclusive Apple.

    E o Gnome é baseado em muitas idéias do Mac OS X, a equipe que descreveu a interface homem-máquina do Gnome foi a mesma que fez a do System 7 (S. O. dos Macs antes do Mac OS X). Q tal?

    Digogs Respondeu:

    @Thales Sabino – 21 – Caratinga – MG, Não entrei no mérito do MAC pois não sou usuário de MAC, mas já tive muitos aparelhos da APPLE, o Iphone é um grande exemplo, tem aparelhos muito superiores mas isto eu já falei em outros posts…

    Ricardo Pinheiro Respondeu:

    @Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro, melhor, usamos MSN pq todo mundo usa. Somos obrigados a usá-lo, pq a maioria dos nossos contatos migrou p/ lá. Eu tenho um cliente multi-redes q loga no ICQ, MSN, GTalk e Yahoo!Messenger. Se bem q comigo a maioria tá no ICQ.

    N estou entrando no mérito de q “a Microsoft fez muito por mim, se n fosse ela eu era um perdido digital”. O q eu estou entrando no mérito (e q tem gente q n entendeu) é q ELA NÃO INOVA. E por isso está começando a ficar em maus lençóis.

    Qdo vcs verem o próximo post (sai na 3a), entenderão o q eu tenho a dizer, e o pior: Quem é citado tem + capacidade p/ falar disso do q eu.

    [Responder]

    Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro Respondeu:

    @Ricardo Pinheiro

    É isso mesmo. Ela não inova, ela apenas faz algumas gambiarras para conseguir se manter no mercado. O MSN tinha sim as suas vantagens. Mas ele não foi inovador, ele foi só uma adaptação do que já se via no mercado..

    Arcano Mephisto - Fortaleza - Ceará - Administrador de Servidores e Programador Respondeu:

    @Digogs,
    Quem diz que na Microsoft é mais fácil não deve saber que com ela você tem que:

    1º abrir o IE 2>e ir no baixaki 3>colocar o nome do programa da na pesquisa 4> enter 5> ele vai te redirecionar para a pagina do desenvolvedor do programa 6> e clicar no botão download 7> com isso ele vai baixar 8> e depois que você baixar você vai na pasta que você salvou ele 9> dá um duplo clique 10> confirmar no UAC que é confiável 11> se não tiver muitos passos Next(apresentação) 12> Next(Licença) 13> Next 14> Aonde você vai instalar 15> e Finish
    A partir daqui seu programa estará instalado no Windows

    No Linux: 1º você abre o Synaptic(programa em modo grafico e não texto) 2> coloca a senha de administrador 3> coloca o nome do programa (e sem precisar apertar enter pois ele já vai pesquisando a medida que você coloca o nome) 4> marca o programa ou os programas que deseja instalar( pode ser vários programa de uma vêz) 5> aperta aplicar 6> confirma a lista de programa(s) que você vai instalar 7> com isso ele já vai baixar e instalar sem fazer mais nenhuma pergunta

    A partir daqui seu programa estará instalado no Linux.

    Um detalhe importante: alguns programas terão mais passos no Windows pois muita coisa você configura durante a instalação.
    Alguns programas não estarão no baixaki e você tem que escolher entre as várias licenças e lá você vai ver muitos shareware, demo, trial. E se não estiver nesse ou naquele site que você usa frequentemente… dá lhe Google.
    No caso do Linux a maioria das licenças são opensource e mesmo aquelas que não são a maioria das distribuições dispõe de um repositório extra exclusivo para elas para as distros não terem problemas com patentes.
    Um Windows Vista ou o Seven você pode ter certeza que ele terá ocupado mais 15 GB com pouquíssimos programas que você instalar afinal ela coloca um backup de várias bibliotecas na “winsxs”no Linux se você instalar uma distribuição customizada do tipo Ultimate Edition, Linux Mint e outros baseados no Ubuntu… você terá uma quantidade muito grande de programas que vão desde várias versões de browser a editores de vídeos.
    O Windows até precisa, para se ter mais segurança com seus aplicativos, desta pasta que eu citei.
    Mas, eu prefiro utilizar o espaço livre com algo realmente útil.
    E tudo o que falei não é xiitismo não. Minha noiva até precisa de um recurso específico(uma formula dentre outras coisas que mandam do trabalho para ela) e por isso ela usa o Office 2007 no Linux. E eu não vou convencer a empresa dela pois não trabalho por lá.
    Muita gente acha que precisa da Microsoft mais por cultura. Vide uma reportagem que tem 2 garotos um de 7 e o outro de 9 anos e usam ubuntu e acharam difícil usar Windows. Ficaram decepcionados com os joguinhos que ela disponibiliza vide os que estão no linux são de melhor qualidade.

    E eu gostaría de saber de uma coisa qual dos passos fica mais difícil para um usuário comum? Os passos do Linux ou do Windows que eu citei?
    Como Windows é também meu ganha pão não vejo problema de usa-lo mas no momento estou com o firefox(5 abas abertas), um antivírus(avg) um firewall(comodo) e estou com 1.55 GB de RAM sendo usados.(Windows Vista)

    Quanto ao Linux eu estava com o mesmo firefox(mesma quantidade de extensão e com 12 abas abertas) com o Write(BrOffice) e o Gimp no KDE e estou usando 584 MB de RAM sendo usados.

    Espero que no momento isto baste para mostrar o quanto algo mal-projetado nos faz fica com um computador extremamente deficiente, mesmo sendo um core 2 duo, imaginem o resto.

    [Responder]

    Digogs Respondeu:

    @Arcano Mephisto – Fortaleza – Ceará – Administrador de Servidores e Programador,

    VC é um robô? Veja o que vc fez, vou te falar como andar; Primeiro se mantenha na posição vertical, com uma pequena inclinação para a frente, agora coloque um dos pés na frente do outros e pronto vc está andando. Se a instalação utilizando o modo gráfico não fosse mais fácil microsoft não seria o que é hoje e linux não investiria tanto neste área agora…

    [Responder]

    Arcano Mephisto - Fortaleza - Ceará - Administrador de Servidores e Programador Respondeu:

    @Digogs,
    Detalhe esse programa(Synaptic) que eu falei de como se instala um programa no linux não é novo, deve ter proximo de 10 anos já que foi criado ainda pela conectiva brasileira.
    O que eu mostrei é q com poucos passos você instala um programa inclusive o java que você mencionou lá em baixo.
    Por isso fiz um passo-a-passo pra você e para os usuários que acham que terão sempre que meter a mão no modo texto.
    Quando alguém pesquisa alguma coisa, para no caso de algum programa “monstro de sete cabeças” que existir normalmente você pode fazer uma regra de 4 passos se for uma distro baseada no ubuntu(e não o ubunto propriamente dito se for ele os passos diminuem):
    1º você vai no forum nativo da distro
    2º você vai no forum do ubuntu
    3º você vai no site do desenvolvedor do programa, lá pode estar em inglês mas dizem o passo-a-passo para que se possa instalar em qualquer distribuição. Nesse caso ele vai recorrer ao modo texto
    4º por ultimo e não menos importante: o google para ver se outros usuários conseguiram e não colocaram em nenhum forum da distro que você usa. Nesse caso, se ele não estiver falando de sua proipria distribuição ele vai colocar os passos em modo texto. Mas vai resolver o problema.

    Arcano Mephisto - Fortaleza - Ceará - Administrador de Servidores e Programador Respondeu:

    @Digogs, Outro detalhe: eu respondi, por issoo o passo-a-passo de um modo que qualquer usuário comum pudesse instalar.
    Por isso exagerei no passo-a-passo.
    E aqui na minha maquina eu uso o BB, CEF e não tive problemas.

    Digogs Respondeu:

    @Arcano Mephisto – Fortaleza – Ceará – Administrador de Servidores e Programador, Seu nome ja diz tudo, levei em consideração usuários comuns, eu utilizo linux também, mas no que ele irá me suprir em casa em relação ao windows? Só para acessar bancos e outros do tipo… Muitos programas vc não acha, estou levando em consideração um usuário comum, no windows ele sabe que tem ir até o google e pesquisar, agora no linux a pessoa fica perdida sim. Agora, um programa que não tenha no baixaki é muito mais fácil vc não achar para linux, do que para windows…. fato.

    [Responder]

    Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro Respondeu:

    @Digogs

    O problema é que você está falando dos usuários comuns que já estão acostumados ao Windows. Se eles já estão acostumados, teoricamente seria mais fácil. Porém, se você ensinar a um usuário iniciante o uso da plataforma Linux ao invés da Windows, ele nunca sentirá dificuldades em fazer qualquer coisa.

    O Linux tem aplicativos para quase qualquer coisa que o usuários necessitar. E vamos falar uma coisa, usuários básicos não precisam de programas ultra-especializados que não são encontrados no Linux, como o Photoshop. Existem muitas alternativas simples e intuitivas para esse tipo de usuário. Só não usa quem não quer.

    Ricardo Pinheiro Respondeu:

    @Digogs, a minha esposa é um usuário comum e está satisfeita c/ o Linux…

    E vc vai até o Baixaki e fica procurando por um programa… Eu vou no Gerenciador de Aplicações, procuro lá e ele faz o resto do “serviço sujo”. Sinceramente, é bem + fácil.

    Digogs Respondeu:

    @Arcano Mephisto – Fortaleza – Ceará – Administrador de Servidores e Programador, Não dá para responder tudo o que vc falou não, mas eu comecei pelo windows, quem começa pelo windows já sabe como funciona as coisas, eu com um dia fiz tudo que queria na versão do ubuntu, isto porque é uma das mais fáceis e parecido com o windows, eu só ficava puto porque baixava na página da SUN o plugin do java e quando ia clicar no desktop a porcaria do negócio não instalava, ai tive que ir pesquisar como instalar, todo mundo espera tocar em qualquer objeto e ele falar com vc, esse é um grande problema, só dá um erro… Isto é minha opinião. Uma vez eu instalei ubuntu para um cliente que precisava do pc funcionando urgente, o linux sem dúvida é super prático, mas não é este contos de fada que falam não…

    [Responder]

    Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro Respondeu:

    @Digogs

    O problema é que você aprendeu a usar o computador na plataforma Windows. Você está acostumado com o modo de funcionar dele, como as extensões de arquivos. A usabilidade do Linux não é melhor nem pior: é diferente.

    Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro Respondeu:

    @Arcano Mephisto – Fortaleza – Ceará – Administrador de Servidores e Programador

    Não é que seja mais difícil para o usuário básico utilizar o Linux. As fontes de aprendizado são maiores. Normalmente quando alguém começa a usar computador, essa pessoa aprende a usar a plataforma Windows. Quando você aprende de um jeito, fica mais trabalhoso aprender de outro jeito. Esse é o problema, o usuário básico é preguiçoso e comodista.

    Se houvesse algum meio de ensinar gratuitamente o uso do Linux em grande escala, de modo que fosse acessível a todos os que se iniciam na vida digital, eu acredito que o Windows iria ficar para trás. O Linux tem muito qualidade, a Microsoft tem muita publicidade.

    E assim vamos ficando…

    [Responder]

    Arcano Mephisto - Fortaleza - Ceará - Administrador de Servidores e Programador Respondeu:

    @Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro,
    Eu acredito que ainda assim vai ter muita gente dizendo assim(mesmo que fosse gratuito):
    “Pra quê que eu tenho que aprender aquilo se o meu aqui já funciona”(pelo menos ele acha)

    fevereiro 14, 2010 @ 3:54 pm
  • A Microsoft, mais uma vez, ficou para trás. Eu acredito que seja do conservadorismo. Eles não quiseram investir na internet e isso é um grande problema para eles agora. Se a Microsoft tivesse investido nos serviços de internet como os motores de busca e as redes sociais, hoje em dia não existiria concorrência. Falando de internet, quem faz primeiro faz melhor.

    Como você disse, a Microsoft tem alta capacidade de se reinventar. O problema é que eles demoram muito para perceber a hora de fazer isso. Eles insistem em focar na venda de sistemas operacionais e acabam esquecem do resto. Isso faz com que eles não percebam bem a variação e as tendências do mercado.

    Eu comecei a usar a internet no final dos anos 90, sei bem que naquela época a internet ainda não servia de muita coisa. Hoje já podemos dizer que a infomática sem internet não existe mais. E a Microsoft tem um papel muito vago na história da internet. É mais fácil lembrar dos erros da Microsoft do que dos acertos. Aliás, o único serviço de internet que eu usei (não uso mais) foi o MSN Messenger.

    A Microsoft só sobrevive hoje em dia pelo comodismo dos usuários básicos. O Windows não é “mais fácil” do que o Linux, é apenas diferente. Na época em que todos se locomoviam em carruagens, os automóveis eram complicados demais. Hoje não se vêem mais carruagens, certo?

    A MS talvez ainda tenha futuro, mas pra isso será necessário mudar o foco. Além disso, eles devem ter suas próprias idéias, ao invés de continuarem fazendo caricaturas bizarras dos serviços do Google. E tenho dito!

    [Responder]

    fevereiro 14, 2010 @ 3:58 pm
  • Edson Maia, 28, Macapá-AP, Professor

    Por que não aceitaram meu comentário? Eu fui o primeiro a comentar este post.

    [Responder]

    fevereiro 14, 2010 @ 4:55 pm
  • Rafael

    Certo, concordo com tudo que o Pinheiro disse, mas uma pequena pergunta:
    Você só falou no que M$ perde, e no que ela ganha, aqui vai uma sugestão: que tal um dia você publicar uma notícia, em que coloca os lados BONS do Linux e da M$, ou da M$ e do MAC, ou dos 3?

    Microsoft é e sempre será, uma potência, que por mais que já tenha feito cagada, seus serviços tem qualidade. Pegue como exemplo o Seven, que veio para superar os anteriores a eles, os livres, e o MAC.

    E sim, eu sou fã da M$ , mas não maníaco, admito quando ela erra e quando acerta, aponto de concorda com tudo o que o Pinheiro veio a dizer.

    [Responder]

    Ricardo Pinheiro Respondeu:

    @Rafael, convido vc a falar, pq eu n sou fã da Microsoft (s/ cifrão pq tem gente aqui q se ofende, tsc tsc tsc), e n sou obrigado a ser imparcial. Sorry pal, eu n falo do q n me interessa.

    No q ela ganha? Bem… Ela está baseada em Windows e Office. Se o OpenOffice cresce muito, e/ou o Linux e/ou o Mac OS X cresce + ainda… ELa quebra. Só isso. E como disse o Adonis, tudo o q ela tentou em termos de Internet é uma caricatura bizarra do Google. N vai muito longe, ou vc conhece alguém q trocou o Google Maps pelo Virtual Earth 3D?

    [Responder]

    Digogs Respondeu:

    @Ricardo Pinheiro, Do mesmo jeito que vc já viu alguém trocar o MSN por outros messengers?

    [Responder]

    Ricardo Pinheiro Respondeu:

    @Digogs, eu uso o Pidgin aqui, e o Empathy no netbook. Ambos são multiplataforma, abrem todas as redes nas quais eu tenho conta. Eu fui obrigado a usar a rede do MSN pq muitos foram p/ o MSN. Só isso, ninguém usa MSN (a rede) pq gosta. Se todo mundo migrasse p/ o Gadu-Gadu, iríamos todos em bando p/ lá.

    (Pq é q todo post q se faz sobre a Microsoft, tem gente levantando bandeira falando mal do Linux? Caso n tenham reparado, o Linux é UM dos “inimigos” – entre aspas – da Microsoft. Eu acho q a Nokia, a Sony e o Google são muito + “inimigos”)

    Digogs Respondeu:

    @Ricardo Pinheiro, Acho que toda vez que tento falar algo fica a maior confusão, eu gosto porque discutir faz abrir novas idéias… Agora, não dá para responder todos, mas seria bom se abrissem um forum do guanabara, deixar uma discussão via MSN ( HAHAHA) com audio, porque escrever cansa. Só dando uma ultima palavrinha… Algumas pessoas dizem que a microsoft só ganha por causa do comodismo, faça comparação entre os principais programas do windows com outros, e porque seria bom mudar para esse comparativo, porque sair do messenger para outros, porque trocar do windows por outro, mas de forma básica, porque algumas pessoas acham que todos os usuários tem a obrigação de serem formados na área de informática, eu já não concordo pois senão eu ficaria sem dinheiro, hehehe.

    Se não for pedir muito, peço que vc ou outra peço faça uma gravação em uma versão linux instalando um programa qualque como firefox que eu faço uma com o windows para ver qual é mais funcional e prático… Quem topar só me mandar um email para rodrigo_ligar@hotmail.com ( email só para isto).

    [Responder]

    Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro Respondeu:

    @Digogs

    Eu acho que o crescimento uso do Linux é prejudicado em muito por esses “técnicos”. Quem trabalha consertando computadores quer mesmo é que os sistemas dêem pau, que parem de funcionar toda hora. Quanto mais fácil for para resolver algum problema, mais dificilmente um usuário sem a tal “formação na área de informática” chamará um técnico.

    O Linux é muito voltado para esse tipo de usuário, sim. O Linux poupa o trabalho do usuário ter de ficar buscando drivers para seu hardware, por exemplo. O usuário básico não precisa nem saber que esses drivers existem, ele não quer saber disso: ele só quer usar o computador.

    Se todos os usuários básicos soubessem apenas instalar um sistema operacional como o Linux, esses técnicos perderiam muito dinheiro, sim. Eles seriam necessários apenas quando houvesse um problema real no computador.

    Eu acredito que um bom sistema operacional é um sistema em que um usuário básico sem grandes conhecimentos consiga resolver facilmente os problemas que ele possa encontrar. Os técnicos deveriam cuidar apenas do que os usuários não pudessem consertar sem os conhecimentos adequados. O Linux trabalha para isso. A Microsoft quer isso também? Pensem nisso…

    Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro Respondeu:

    @Digogs

    Aliás, muitos usuários poderiam estar usufruindo de ótimos aplicativos gratuitos se não fosse essa cultura de emburrecimento tecnológico.

    Guilherme Sebold - 18 Anos - Loanda\Paraná Respondeu:

    @Rafael, “Microsoft é e sempre será, uma potência”

    Hmm… sempre será?
    eu discordo totalmente, afinal ninguém sabe o dia de amanhã.

    [Responder]

    Ricardo Pinheiro Respondeu:

    @Guilherme Sebold – 18 Anos – LoandaParaná, o Império Romano tb dominou a Europa, Ásia e norte da África… E caiu.

    [Responder]

    Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro Respondeu:

    @Rafael

    Todos nós sabemos que não é só a Microsoft que erra. O Google também não fez mil maravilhas com o Wave, muita gente está reclamando do iPad. Todas as empresas erram, e isso é inteiramente normal. A Microsoft só tem um histórico mais extenso de erros…

    Eu gostei do Seven, sim. Mas se você ver bem, ele é somente uma versão do Windows Vista que funciona, ao contrário do seu antecessor.

    [Responder]

    Digogs Respondeu:

    @Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro,

    A Microsoft tem um histórico maior porque tem mais tempo e toda hora inventa uma versão nova de algum produto. E a Apple está indo pelo mesmo caminho…

    [Responder]

    Ricardo Pinheiro Respondeu:

    @Digogs, não necessariamente é por “tempo de estrada”. A Apple é quase tão antiga qto a Microsoft (1976, c/ o Apple I, e 1975, c/ o interpretador BASIC p/ o Altair), e o seu histórico de falhas é menor, embora exista: Apple III, Apple Lisa, etc.

    fevereiro 14, 2010 @ 5:02 pm
  • Rafae Pimentão-BH-MG-25anos-Estágiario

    Eu acho que o principal problema da Microsoft é ela querer ser ela mesma. Em determinados momentos da vida, temos que ser nos mesmos. Ter personalidade, atitude. Mas para a Microsoft isso é um problema. Não tenho ódio e muito menos repuginância da Microsoft,mesmo por que tenho um windows xp instalado em um dos meus computadores, mas acho que em determinados momentos, ela tinha tinha que descer do salto, e admitir que o produto dela é inferior ao oferecido pelos concorrentes no mercado. Pois assim, ela poderia ver onde errou, e se possivel lançar um produto melhor do que o oferecido anteriormente. Mas não eles preferem insistir no erro, só para terem que admitir que houve um produto que os superasse.

    [Responder]

    Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro Respondeu:

    @Rafae Pimentão-BH-MG-25anos-Estágiario

    É verdade o que você disse. Ao invés de aceitarem que o produto deles é inferior e tentar adaptá-lo para as necessidades do mercado eles tentam empurrar os produtos do jeito que acham melhor. A Microsoft sempre teve uma grande deficiência na parte do Feedback.

    Antigamente as empresas mandavam e os usuários obedeciam. Hoje é diferente. A relação de usuários com as empresas é igual a relacionamento amoroso: ou você faz o que eu quero ou eu coloco outra em seu lugar.

    [Responder]

    Ricardo Pinheiro Respondeu:

    @Rafae Pimentão-BH-MG-25anos-Estágiario e Adonis, é essa “humildade” q falta à Microsoft, de admitir q n estão sozinhos no mundo. Podiam copiar o exemplo do Barack Obama, q mudou a política externa dos EUA de forma a n serem + vistos como inimigos de todos, pelo contrário. A Microsoft (alvo preferido de muita gente na área de TI) está entendendo (aos poucos) q o mundo está cada vez + plural, e ela tem q se adaptar a isso. E inventasse algo realmente inovador, não ficar apenas copiando idéias e “melhorando-as” (entre aspas).

    [Responder]

    Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro Respondeu:

    @Ricardo Pinheiro

    “Melhorando-as” só entre aspas mesmo…

    [Responder]

    fevereiro 14, 2010 @ 5:05 pm
  • Ricardo Pinheiro e seus famosos posts provocantes aos Windows xiitas.

    Mas com certeza, muito esclarecedor.

    Apesar de utilizar Linux e Windows, não morro de amores por nenhum dos dois, pois, dependendo do tipo de ferramente que se utliza no dia-a-dia, o próprio usuário deve escolher seu sistema.
    Até porque, acredito que um gamer hardcore não vai utilizar Linux como seu sitema principal, já que grande parte dos títulos famosos são para Windows.
    Um simples exemplo.

    Bom, parabéns pelo post!

    Abraços!

    [Responder]

    Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro Respondeu:

    @Joatan Fontoura – 19 anos – Novo Hamburgo – RS

    O lance dos grandes títulos serem para Windows é muito relativo. A maioria dos usuários usa Windows. E esses usuários – supostamente – pagaram por ele. Então as empresas de software vão escolher quem? A minoria que usa um sistema gratuito ou a maioria que está disposta a pagar por algo? É chato, mas é verdade.

    É como a propaganda do Tostines:

    “Tostines vende mais porque é fresquinho ou é fresquinho porque vende mais?”

    No caso, seria assim:

    “O Windows tem mais programas porque tem mais usuários ou tem mais usuários porque tem mais programas?”

    Pensem nisso…

    [Responder]

    Joatan Fontoura - 19 anos - Novo Hamburgo - RS Respondeu:

    @Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro, Você tem razão Adonis.

    Claro que as desenvolvedoras não vão investir em um sistema pouco usado ainda.
    Eles querem chegar na casa de todos os usuários, os quais, grande parte usam Windows em suas máquinas.

    Talvez, algum dia essa concepção ainda seja diferente…

    [Responder]

    Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro Respondeu:

    @Joatan Fontoura – 19 anos – Novo Hamburgo – RS

    Dizem que o futuro pertence ao software livre. Eu acredito que isso seja verdade, sim. Mas para isso temos que fazer esforços em várias frentes diferentes. Temos que ensinar aos usuários, mostrar às empresas que vale a pena trabalhar com esse tipo de software. É necessário uma reeducação geral para podermos implantar cada vez mais o software livre.

    Joatan Fontoura - 19 anos - Novo Hamburgo - RS Respondeu:

    @Joatan Fontoura – 19 anos – Novo Hamburgo – RS, Com certeza!
    O fato de muitos usuários iniciantes desconhecer as ferramentas livres é errado.
    Iniciam somente com softwares propritários, muitas vezes não tendo a necessidade de utilizar essa ferramenta, pois, o software livre poderia muito bem suprir as necessidades deles

    E o pior…é que muitas vezes esse software proprietário é utilizado sem licenças, difundindo a pirataria.

    [Responder]

    fevereiro 14, 2010 @ 5:09 pm
  • Anderson Lima

    Aguardando a segunda parte ansiosamente!

    [Responder]

    Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro Respondeu:

    @Anderson Lima

    Vamos perturbar o Pinheiro pelo Twitter para ele postar logo!!! #PostaPinheiro

    [Responder]

    Ricardo Pinheiro Respondeu:

    @Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro, na 3a sai o post. E calma, pôxa! A mãe de vcs esperou 9 meses p/ vcs sairem, espera 2 dias aí, vão ver o desfile da Mocidade Independente de Padre Miguel, vai!

    :-D :-D :-D :-D :-D :-D :-D :-D :-D :-D :-D :-D :-D :-D

    [Responder]

    Digogs Respondeu:

    @Ricardo Pinheiro,
    Hahahaha, seu aviso me lembrou do desfile da mocidade, tenho que ficar ligadinho.

    fevereiro 14, 2010 @ 5:28 pm
  • Tenho que discordar do que está escrito no post quanto a parte de inovação. Dizer que o Java foi inovador é errado. O Snowball já utilizava o conceito de máquina virtual muito antes do Java ser criado, e é uma linguagem totalmente orientada a objetos. Falar que a M$ não inovou no mercado de video-games também é errado. O Projeto Natal é a maior prova disso. Não se trata de jogar com o corpo, se trata da maneira de jogar os jogos. A inovação está no reconhecimento facial, no modo como os jogos são controlados, nos tipos de jogos que podem ser feitos etc.

    [Responder]

    Ricardo Pinheiro Respondeu:

    @Thales Sabino – 21 – Caratinga – MG, Snowball, ou Smalltalk?

    E… Alguém conhece o Smalltalk (ou o Snowball)? Todo mundo conhece o Java, q pode n ter sido o 1o, mas é o + famoso.

    No futuro ninguém vai lembrar do Projeto Natal, mas sim do Wiimote, da Nintendo. Ela foi a primeira, quem inovou, e q ficou famosa por conta disso. E a Microsoft veio a reboque. Qto a reconhecimento facial, a Sony colocou isso no PS2. N é novidade.

    [Responder]

    Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro Respondeu:

    @Ricardo Pinheiro

    Mais uma vez, adaptações. O Projeto Natal até foi legal. Só o nome que ficou esquisito… Dá a impressão de que o Projeto Natal é um jogo de plataforma em que você joga com o Papai Noel. Ou talvez algo mais inusitado, tipo Grand Theft Auto: Merry Christmas. Desculpa. mas eu ri.

    [Responder]

    Thales Sabino - 21 - Caratinga - MG Respondeu:

    @Ricardo Pinheiro, É verdade, confundi snowball com smalltalk. Continuo não concordando com a sua visão do projeto Natal. Concordo em um ponto, do ponto de vista mercadológico, sim, a Microsoft está correndo atrás. Do ponto de vista científico, o projeto Natal é inovador sim. Do jeito que você está dizendo, o filme Avatar não passa de mais uma adaptação. Não confunda adaptação com evolução. O projeto Natal representa uma evolução na maneira de interação com jogos. E não, não sou fã da Microsoft.

    [Responder]

    Ricardo Pinheiro Respondeu:

    @Thales Sabino – 21 – Caratinga – MG, Avatar é um Pocahontas num outro planeta, sorry pal… Sim, é fantástico, mas a história é uma josta. Virei crítico de cinema? :-D

    fevereiro 14, 2010 @ 7:47 pm
  • Vou deixa registrado aqui o que eu falei na Fenasoft de 1994: você entra num restaurante self-service, que tem pizza toda noite, a deliciosa feijoada aos sábados e o melhor churrasco no domingo ? Pois bem. É assim que enxergo a Microsoft. Uma empresa que não tem foco e não consegue fazer um produto realmente bom. É sistema operacional, é suite de escritório, é framework de programação e por aí vai.
    Em 2002 tive que me render ao famigerado msn e abandonar o icq. Mas voltei a usá-lo depois que vi a força dele pelo twitter (meu uin: 41819878).
    Meu Home Office roda com 3 máquinas com Ubuntu. Tudo, absolutamente tudo que preciso tem no Ubuntu. E não me preocupo com CD de drivers, o que é melhor. Tenho as fotos em http://www.sulmg.com.br/multimidia/19-fotos/40-fotos.html. A máquina preta, da esquerda é um Dual-Core E5200 com 2Gb de RAM. Tudo onboard. A do meio é um Duron 1.6 com 512 RAM, video de 64Mb e da direita um Sempron 2.4 com 768 de RAM e uma FX5200 com 128Mb. Um espetáculo.

    É uma benção ver que a Microsoft não é onisciente e onipresente no Mercado. Todo fanatismo, radicalismo e domínio de mercado não deve ser bem-visto. Não sou contra a Microsoft. Sou contra a falta de foco para fazer UM produto realmente bom.

    Abs.

    [Responder]

    Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro Respondeu:

    @Marcus Vinícius

    A Microsoft gosta de atirar para todos os lados. Eles gostam de estar presentes em todos os mercados, mas parece que não se importam muito com qualidade. Eles não querem ser os melhores, se contentam em ser apenas os maiores. E é aí que reside o problema.

    [Responder]

    Ricardo Pinheiro Respondeu:

    @Marcus Vinícius, CLAP CLAP CLAP, melhor definição não vi, essa do restaurante é sensacional.

    [Responder]

    fevereiro 14, 2010 @ 8:55 pm
  • A parte engraçada dos fans da Microsofit é que muitos deles usam tudo pirata. Como a pessoa poder ser fan de algo e não admitir pagar o preço. Nesse ponto os fans da Maça abocanhada estão certos, aceitam serem pagar horrores e ainda ficam felizes…

    [Responder]

    Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro Respondeu:

    @samuel_cazelli

    É Samuel. É fácil gostar de software proprietário quando você não paga nada por ele. Para a maioria, Windows é quase um software livre. E é nesse ponto que se diferem os entusiastas do software livre, pois ele é gratuito para todos, sem necessidade de infringir a propriedade material e intelectual de ninguém.

    [Responder]

    Digogs Respondeu:

    @samuel_cazelli, Alguém disse que é Fã da Microsoft?

    [Responder]

    fevereiro 14, 2010 @ 9:03 pm
  • Esse extremismo é meio complicado pra engolir…

    Acho muito legal seus posts “atacando” a microsoft com fundamento, mas em algum momento você passa um pouco do ponto. Por exemplo, ICQ,GTalk e Y!M são bons e tecnicamente melhores, e o MSN só mantem sua popularidade por causa do xp? Pensando dessa forma, podemos concluir que o IE deveria estar na frente do firefox em preferencia popular, certo? e como você mesmo diz, até nós que não somos da área de TI, sabemos qual é melhor.

    [Responder]

    Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro Respondeu:

    @Thyago Girundi – 18 anos – Maceió-AL

    O MSN supre a necessidade dos usuários. É um dos poucos serviços Microsoft ao meu ver que são realmente bem feitos. É fácil de usar e já tem muitos usuários. Qualquer rede que tenha muitos usuários vai continuar crescendo. Usuário chama usuário. Eu nunca usei o YahooMessenger pois não conheço ninguém que tenha e só entrei no Orkut pois sabia que iria encontrar meus amigos. Simples de assimilar, certo?

    E o IE ainda é o navegador mais utilizado, com aproximadamente 60% dos usuários, depois vem o Firefox e o Chrome. A migração para o Firefox acontece pois muitos usuários estão começando a “querer mais”. A migração para o Chrome, ao meu ver, é porque ele é um produto Google (o que faz muita diferença) e por que é muito fácil de usar. Eu uso o Chrome e o Firefox, exatamente pelos moticos que eu acabei de citar.

    [Responder]

    Digogs Respondeu:

    @Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro,
    Esta é a opinião de um usuário sensato, daqui a pouco vem meia dúzia falar que vc usa porque é preguiçoso, hauhauhau, é só uma questão de lógica, o msn tem vídeo, audio e ainda tem integração com o hotmail que ainda por cima poder add várias contas como o gmail fazia. Simples… Não sei qual é o problema.

    [Responder]

    Arcano Mephisto - Fortaleza - Ceará - Administrador de Servidores e Programador Respondeu:

    @Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro,
    Olha o Yahoo Messenger sempre foi muito bom e acredito que ainda seja.
    Nele eu pesquisava os usuarios pelo nome, tinha um batepapo direto do programa que reunia as pessoas que eram no YM.
    Confesso que parei de usá-lo não por causa das novidades do MSN mas também pela quantidade de ignorantes dos meus amigos que querem ficar com ele e não desgruda dele.
    Mesmo a video-conferencia sendo melhor no skype muita gente prefere a forca do MSN.
    Eu sinto muito por causa disso. E em boa parte dos meus amigos menos intransigentes eu uso com eles skype e estou feliz com tudo isso.

    [Responder]

    Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro Respondeu:

    @Arcano Mephisto – Fortaleza – Ceará – Administrador de Servidores e Programador

    É muito chato isso. Nós temos aplicativos bem melhores, mas poucas pessoas querem usar. Eu conheço meio de longe o Yahoo Messenger e sei que ele tem qualidade. O Skype é uma maravilha para video-conferência, mas as pessoas parecem ter algo contra ele. Também não tenho nada contra o ICQ, só o fato da ID ser um número é que eu não gosto muito.

    Digogs Respondeu:

    @Arcano Mephisto – Fortaleza – Ceará – Administrador de Servidores e Programador, O skype não dá para personalizar como o MSN, as pessoas gostam muito disso, eu utilizo o Skype bastante, mas é porque faço ligações para telefones, porque eu posso reunir todos no MSN e faço chamadas do mesmo jeito.

    Thyago Girundi - 18 anos - Maceió-AL Respondeu:

    @Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro,
    É exatamente isso, usuário chama usuário, mas nem sempre mantém, e ai está o mérito do MSN, que foi e continua sendo aprimorado,fazendo com que as pessoas não tenham a necessidade de buscar outras alternativas no que diz respeito ao seu serviço principal. A video conferência,ao meu ver, deve ser tratada simplesmente como uma ferramenta de integração, que apesar de ser uma carroça comparada a outros programas,ainda quebra um galho . Já o IE…

    [Responder]

    Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro Respondeu:

    @Thyago Girundi – 18 anos – Maceió-AL

    É, cara, você falou tudo. Os usuários básicos também estão buscando alternativas. Eles já pensam que eles não precisam ter só porque todo mundo tem. Por mais que eles sejam, na maioria, muito maria-vai-com-as-outras,eles estão migrando.

    A minha mãe começou a usar o computador há uns dois anos, aproximadamente. Hoje em dia eu vejo ela usando o Chrome e o Yahoo Messenger. Eu pergunto e ela diz que usa porque é melhor do que os outros. É isso que a gente quer ver. Queremos que as pessoas escolham o melhor. Se o melhor produto for o do Microsoft, usem. Só não queremos que eles usem só por causa do nome.

    fevereiro 14, 2010 @ 9:12 pm
  • Mauricio Stange(Curitiba)

    Bacana o post, mas vamos as considerações.
    1 – Vc cita por algumas vezes a mudança da IBM, pois bem a IBM mudou porque perdeu o bonde da história não acreditou na própria Microsoft, mais exatamente no tio Bill que transformou o software em algo mais importante que a máquina.
    2 – A Apple tem realmente produtos diferenciados, mas é como o padrão Beta da Sony lembra? era melhor mas era proprietário e perdeu 100% do mercado pro VHS. Obviamente a Apple não vai perder, mas vai pagar um certo “preço” por se achar a cereja do bolo( O Steve Jobs não é nenhum anjo). Hardware não pode ser mais importante que software senão estamos perdidos é a volta ao fordismo.
    3 – Sou fã e usuário de SL(Linux, OOffice, etc e tal) mas acho uma tremenda falta de criatividade do mundo “livre” ter seu marketing baseado na desgraça da MS. Aquele usuário da oficina é quase uma exceção a maioria tira a máquina da loja com linux e sequer liga o PC imediatamente chama o “técnico”(vizinho, amigo) e instala o Windows, pirata lógico.

    É isso, parabéns pelo post porque apenas nos posicionando e dialogando temos chance de chegar a um denominador comum.

    [Responder]

    Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro Respondeu:

    @Mauricio Stange(Curitiba)

    Não sei bem se fazem marketing-terrorismo com a Microsoft. Eu acho que podem até fazer comparações beeem maldosas, mas não sei se é para conseguir mais usuários. Eu acredito que queremos que Software Livre pois ele é melhor, e não porque os outros são piores. Mas eu acho que rola aquele mania de revolução, de derrubar o ditador, sim. Infelizmente, nem todo mundo faz críticas sensatas como o Pinheiro.

    [Responder]

    Digogs Respondeu:

    @Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro,

    Gostei do que vc falour: “Confesso que parei de usá-lo não por causa das novidades do MSN mas também pela quantidade de ignorantes dos meus amigos que querem ficar com ele e não desgruda dele.”

    Seus amigos são ignorantes porque gostam do MSN? Ignorante é aquela pessoa que não compreende que se as pessoas usam porque gostam e porque supri as necessidades. São esses defensores anti-microsoft que mostra que há uma perseguição, tudo da MS é ruim… E é por isso que eu defendo… Quando um produto é ruim eu concordo, como o IE é uma porcaria e eu nem utilizo mais ele… Mas o MSN é muito bom, só que podemos ter outros programas, porque não?

    [Responder]

    Ricardo Pinheiro Respondeu:

    @Mauricio Stange(Curitiba), te respondendo:
    1) Sim, a IBM foi arrogante em n acreditar q venda de software era algo p/ o futuro. Isso é fato.
    2) A Apple faz produtos p/ quem tem dinheiro p/ jogar fora. Outro dia tuitei: “R$ 300 num mouse, R$ 280 num teclado, R$ 3600 num notebook, R$ 5000 num desktop. Comprar Apple é p/ quem tem dinheiro p/ jogar pela janela”. E eu n sou um desses.
    3) O marketing da comunidade n é baseado nos fracassos da concorrente. Nunca foi, o sistema está sendo continuamente atualizado e melhorado, de forma q chegue a um ponto q digam: Tá bom. O q vai sair do outro lado, n é problema nosso.

    PS: Pq é q todo post q se faz sobre a Microsoft, tem gente levantando bandeira falando mal do Linux, acham q é um post MS x Linux? Caso n tenham reparado, o Linux é UM dos “inimigos” – entre aspas – da Microsoft. Eu acho q a Nokia, a Sony e o Google são muito + “inimigos”. nesse caso.

    [Responder]

    fevereiro 15, 2010 @ 12:01 am
  • Será que as previsões se realizam?

    http://tech.blorge.com/Structure:%20/2009/12/21/will-microsoft-fire-steve-ballmer/

    [Responder]

    Ricardo Pinheiro Respondeu:

    @Paulino Michelazzo, tomara, tomara…

    [Responder]

    fevereiro 15, 2010 @ 11:09 am
  • Algo que eu estou percebendo é que os usuários acostumados com a plataforma Windows só migram para Linux quando o sistema é o mais parecido com o Windows. Parece que algumas pessoas acham que o Linux tem o objetivo de ser a versão grátis do Windows, o que não é verdade. Windows é Windows, Linux é Linux. O Linux tem suas características próprias, temos de respeitá-las. Ele não é uma caricatura do Windows. São diferentes e ponto final. Se ele fosse igual ao Windows, iriam dizer que é copiado.

    É incrível as desculpas das pessoas para não usarem Linux. Gente, pensem no seu computador com um carro. Você está acostumado a dirigir do lado esquerdo, certo? Mas se aparece alguém com um carro inglês no qual se dirige do lado direito? Você não vai trocar só porque é diferente do que você está acostumado? E se ele for melhor? Se ele tiver mais funcionalidades, der menos problemas e suprir as suas necessidades, não vale a pena? É difícil acreditar que alguém não trocaria só porque iria ter que aprender a mudar a marcha com a mão esquerda…

    Quem só migra para uma distribuição Linux quando ela é parecida com o Windows é uma espécie de vegetariano digital. Vocês já perceberam que mesmo não comendo carne eles continuam fazendo bife de grão-de-bico, carne de soja, leite de soja. Eles não querem comer carne mas querem algo que tenha o gosto parecido. Para os vegetarianos essa atitude é mais que correta. Para os vegetarianos digitais, eu acredito que é o maior problema.

    A informática é o maior símbolo de evolução, o maior exemplo de que não se pode ficar parado, esperando a grama crescer. Se for experimentar o Linux, experimente de peito aberto. Não procure os erros, procure os acertos. Não procure as diferenças em relação ao Windows, vise somente o que esse sistema operacional gratuito pode fazer por você.

    [Responder]

    Digogs Respondeu:

    @Adonis Gasiglia | 18 Anos | Rio de Janeiro,
    Já falei diversas vezes, o linux é estável, é super fácil de fazer as instalações ( no começo temos que pesquisar isso é normal), há uma grande falta de programas para ele, não importa o motivo, não tem então tenho que usar o windows, agora o chato é toda vez que for falar de software livre terão que falar mal da MS, eu quero ver quem se garante de utilizar somente linux e software livre… Jogar no linux? Edição de Imagem profissional no Linux? ( sejam sensatos). Tem variedade de programas? Quando o linux parar de tentar derrubar a MS e olhar para o próprio OS, que agora acho que está sendo o foco. Falam tanto do Feedback da microsoft, mas e o do linux? Só sabem falar que o MS é instável, mas porque deve utilizar carroças… O papo do vírus já não rola mais né?

    Qual é o problema de copiar? O Linux é tão diferente da MS, porque então fazer comparação com o Windows? Não quero um sistema que pareça com o da antiga IBM. O que for bom tem que ser copiado mesmo, o linux antigamente só era utilizado por quem era da área de TI ou então quem era um entusiasta, agora eles estão deixando-o mais intuitivo. Acho o linux super prático, nossa agente coloca o CD e pronto já tem um pc prontinho para se conectar… Mas ele será perfeito quando as empresas potentes começarem a explorar ela…

    [Responder]

    Ricardo Pinheiro Respondeu:

    @Digogs, a comunidade do SL n quer derrubar a MS, ela vai cair por si só. O objetivo da comunidade eu já falei num post passado: Fazer o melhor sistema q eles achem bom. Só isso.

    [Responder]

    fevereiro 15, 2010 @ 1:49 pm
  • Não posso deixar de comentar esse seu artigo.

    O que se nota é que a Microsoft não quer fazer os melhores produtos, ela quer fazer todos. É isso que tira o foco da inovação e do desenvolvimento de seus produtos.

    A partir do momento em que a MS definir um nicho de mercado onde quer investir e verdadeiramente inovar, ela achará a terra prometida.

    Na década de 90 a empresa era onipresente nos computadores pessoais, afinal, não haviam alternativas melhores que o seu sistema e como se diz aqui no Nordeste “Se só tem tu, vai tu mermo”.

    Trabalho com administração de redes e não ponho minha mãe no fogo no que se refere a confiabilidade no Windows 2003 Server, por exemplo.

    Como se pode confiar num sistema operacional para servidores onde você não se quando reiniciá-lo ele vai voltar funcionando? Uma tela azul, um travamento…

    Como se pode confiar num sistema operacional para servidores onde existem bugs de 17 anos sem correção?

    Tamanha é a falta de digamos, planejamento, que se você for instalar a nova versão do IE no Windows Server 2003 você precisa reiniciar… Imagina uma servidor com trocentas máquinas penduradas nele, reiniciando em hora de produção… Isso não existe em lugar nenhum no mundo.

    Ballmer tem que correr atrás do prejuízo e focar nas áreas que realmente a MS tem condições de se destacar.

    O problema é que ela não quer fazer os melhores produtos, mas sim todos os produtos.

    Contra fatos não há argumentos Ricardo. Parabéns pela inserção dos dados que comprovam cada um dos seus argumentos, para que xiitas do lado de lá não venham encher o saco por aqui.

    Parabéns pelo post esclarecedor.

    Abraços.

    [Responder]

    Ricardo Pinheiro Respondeu:

    @Danilo Augusto, obrigado pelo comentário, você foi um dos (poucos) que entendeu o objetivo do artigo.

    [Responder]

    fevereiro 15, 2010 @ 5:20 pm
  • Arcano Mephisto - Fortaleza - Ceará - Administrador de Servidores e Programador

    Olha tem muita gente que muda quando se sente em algo que aparenta ser igual ao que eles conhecem, mesmo que não seja. Sei disso porque existe o Famelix(não sei se continua ativo), KDUXP dentre outros que tem essa aparencia mas tem muito mais funcionalidades.
    Não recrimino ter tantas pessoas dependentes de softwares específicos que os fazem dependerem de uma plataforma(seja linux, windows, MacOS X).
    Digo isso pois tem muitas pessoas que dependem de autocad e são interessadas em utilizar Linux mas, realmente, o linux ainda não tem um software a essa altura. Mas existem formas de fazê-lo rodar em Linux.
    Se você quer se livrar de vários problemas e quer encontrar uma solução para rodá-lo no Linux você vai encontrar.
    Mas se não é seu interesse poxa… vai ser feliz. Isso é o que eu digo para vários usuários e técnicos também. Não faz diferença alguma qual o sistema operacional roda aquele aplicativo que faz a medição de batimentos cardíacos se ele está funcionando e acha que assim vai ser feliz… ótimo!
    Agora se você quer baratear custo com migração, peça programas que rodam multiplataforma desde o começo. Se você vai trocar o parque de maquinas em sua maioria ou pretende um dia, veja aí uma oportunidade de ter possibilidades. E ter possibilidades não é se fechando em uma só.
    Eu quando compro hardware eu não estou ligando se ele, no começo quando eu não tiver dinheiro para isso, vai ser um Sempron ou Celeron, o que mais me importa é que se ele é extensivo para colocar um Core i7 ou ou Phenon 2 X4 com DDR 3.
    Vai ter diversas pessoas sem conhecimento na area dizendo que Linux é pelo modo texto. Da mesma forma que pode ter um técnico em Linux bitolado que vai dizer que Windows é sempre uma droga. Os 2 estarão errados.
    Quem vai aprender a usar Linux eu normalmente recomendo ela ter pelo menos 2 distribuições instaladas:
    1ª Pode ser aquela distribuição muito recomendada pelas pessoas e exige um tempo até que você encontre a sua predileta. Instale os seus programas favoritos deixe-os bem configurado e não mexa em muita coisa com permissão administrativa. Para mexer no momento da dúvida use o sistema de teste que eu comentei abaixo. Não precisa ficar paranóico o sistema não é frágil. Mas o maior inimigo dos sistemas de seguranças mais bem feitos do mundo é o usuário.
    2ª Pode ser uma para teste e pode ser até a mesma copia que você usa como sistema principal. Afinal você não vai quebrar o seu computador por causa dos testes. E quem vai testar pode acabar com o sistema algumas vezes. O que é absolutamente normal afinal você vai testar comandos ou programas que precisam ter acesso administrativo e com isso, durante o seu aprendizado, é normal que você instale algumas soluções incompatíveis ou forçar a instalação de alguma coisa, mesmo que o sistema recomende que “NÃO INSTALE!” no aprendizado vale tudo. Mas não vá reclamar depois. Aqui é pra teste. Vale até instalar numa maquina Virtual.
    Falando em maquinas virtuais tem muitos servidores por aí que são configurados nelas, testados até dar uma canseira e no final, no lugar de fazerem o backup e instalarem o que tem na maquina virtual eles usam a maquina virtual para dar conta do trabalho crítico.
    Como produto final e para usuário final como sistema definitivo ele não é o ideal. Mas para teste sim. Afinal você não vai querer jogar aquele Game “Mega Boga Blaster” em uma maquina virtual e achar que vai ter o mesmo desempenho. Ou vai?
    Então é isso que eu tenho para dizer para o pessoal. Testem! Não sabe como é bom ficar com a puga atrás da orelha e conseguir manda ela pra longe.
    Agora o que não vale, e isso eu falo para qualquer software e não só de SO’s, é fazer mestrado e doutorado em um software e depois de 15 dias em um Sistema achar que já domina e que O Todo não presta.
    Vocês podem dizer que se desinteressaram, desistiram de experimentar e que por costume da plataforma anterior prefere continuar na mesma.
    Isso é aceitável. Mas desistir no 5 primeiros minutos como o Rafael Guanabara fêz e ainda julgar o produto ruim também não pode( O Rafa, pelo que eu entendi, não julgou. Só mostrou desinteresse e não quis prosseguir)

    Desculpem-me se meu post é quase um artigo, talvez não pela qualidade e sim pelo tamanho, mas não consigo ser detalhista em 140 caracteres.

    [Responder]

    Digogs Respondeu:

    @Arcano Mephisto – Fortaleza – Ceará – Administrador de Servidores e Programador, Eu as vezes fico puto da vida com isso mas concordo. Em 1 dia

    [Responder]

    Digogs Respondeu:

    @Arcano Mephisto – Fortaleza – Ceará – Administrador de Servidores e Programador, Eu as vezes fico puto da vida com isso mas concordo. Eu gosto muito de debater vários programas, e sistemas, pode parecer que não, mas adoro o linux, mas não gosto de ver gente falando que o windows é uma merda só porque é formado na área, é igual a um crítico que acha que tudo que diz é o melhor, acho que o melhor é aquele que se adapta a todos os gostos, no momento mesmo gostando do linux ele não supri nem 10% das minhas necessidades, sei que se pesquisar vc consegue instalar quase tudo que vc quer com ele, mas não dá mais para ficar perdendo esse tempo todo… Ao contrário do que dizem, eu em 15 segundos amei a versão do ubuntu por ser mais fácil para mim, e é isso ai, pesquisei e agora ele está do meu jeito. O pior é aquela visão fechada do linux X windows, porque toda vez que falam de linux tem que comparar com o windows, mas depois falam que o linux é diferente do windows, se é diferente não há comparação…. eu não entendo, o windows deu certo, porque não copiar o que é bom? Então eu aconselho a todos a testar e ver se gostam… Não posso deixar de dizer, que a empresa que divulga o ubuntu tem feito um grande esforço para divulga-lo, eu me cadastrei no site e depois de três semanas chegou o CD, então acho que estão de parabéns, a MS nunca faria isso… Mas não acho certo ficar pedindo o cd porque é um gasto a mais, da próxima vez vou baixar. hehe…

    Poderiam fazer uma área aqui no Guanabara só sobre programas para o linux, como instalar certos aplicativos, dicas, etc. Seria uma grande forma de mostrar o que o linux tem de bom, ao invés de entrar em sites como, viva o linux, que o nome já diz tudo…

    [Responder]

    fevereiro 15, 2010 @ 8:33 pm
  • Quem já programou em C# (C sharp) sabe que é um CTRL+C CTRL+V do Java, na cara dura.

    [Responder]

    fevereiro 16, 2010 @ 10:25 am
  • Samuel Christian - Contagem - MG

    Muito bom o artigo!
    Realmente concordo com o que foi dito, falta inovação da microsoft e, os produtos que ela dominava, cada dia que passa ela perde a vez.
    Uso linux a pouco tempo (cerca de uns 6 meses ou menos), mas já passo 99% da semana nele (só passando pro windows quando eu quero jogar alguma coisa [project64]…).
    Acho que a microsoft tá precisando de um produto novo, ou vai virar só mais um ‘sabor de bala do pacote”, pois alternativas não faltam.
    Sobre o povo ali falando dos softs que só pegam no windows… realmente, softwares nativos para o linux [com a mesma qualidade] não tem, mais nada que um wine não resolva ;), mesmo alguns programas ficando meio lerdos =/.
    Acho que eles deviam pensar em algum soft novo, algo que não tenha no tux ou na apple, ou na sun… xii… ta dificil =O.

    [Responder]

    Wagner Respondeu:

    @Samuel Christian – Contagem – MG,
    O Project64 é um bom emulador para o N64, mas, recomendo que teste também o Mupen64 (http://mupen64.emulation64.com). Há versões para Windows, Linux, Mac OS X, FreeBSD e outros.

    Caso a distribuição utilizada seja Debian ou Ubuntu e alguma derivada a partir desses, acesse http://www.ubuntugames.org/br/emulator/mupen64plus para baixar. Caso seja Fedora, Mandriva ou alguma outra baseada em pacotes do tipo RPM, basta utilizar o comando alien para converter (de .deb para .rpm). Se precisar de alguma ajuda, post ai.

    [Responder]

    fevereiro 16, 2010 @ 1:55 pm
  • Gilberto - Piracicaba - SP

    Um comentário um tanto atrasado, porém além de comentar e elogiar o conhecimento dos meus amigos. Realmente é impressionante como os brasileiros estudam possibilidades alternativas, em especial ao nordeste que é referência nacional em pesquisa e desenvolvimento de software. Parabéns !! Realmente para o usuário “doméstico” ou no dia a dia o uso do windows é mais simples. Quero colocar aqui alguns pontos que defendo (e espero receber constestações também, pois estou em fase de análise mesmo) e alguns questionamentos que acho interessante ser discutido:
    1. A meu ver para celulares ou smartphones, há tantos sistemas operacionais diferentes até porque são SO mais simples e demandam desenvolvimento menor, tornando-se mais fácil aparecerem concorrentes.
    2. Quando falamos de um sistema operacional para um computador (desde que não seja somente para se executar Browsers) temos inúmeros controles necessários que dificultam estas outras empresas aparecerem.
    3. Creio que a utilização de Browsers para execução de tarefas diárias seja a solução para a diversificação dos sistemas operacionais, porém desde que permita executar arquivos locais e seja simples para usuários copiarem arquivos, planilhas, dados, e outros tipos de documentos em suas próprias máquinas, senão acabam por gerarem inseguranças quanto a utilização.
    4. Na verdade para o computador pessoal vejo como distante ainda uma solução rodando somente em browser devido ao problema que temos com a segurança e disponibilidade da internet. (imagine vc fazendo uma coisa mais básica do mundo – um trabalho de escola – utilizando um word via browser – para entregar amanhã (de última hora lógico rssss) e de repente… não há mais acesso )
    5. Linux – para computador pessoal … vejo distante devido a quantidade de programas que rodam OCX, .net framework, ADO (para acesso a dados), e infelizmente, creio que aumentará mais ainda. Trabalho em uma empresa que desenvolve sistemas, 30 pessoas fizeram cursos de JAVA e não conseguiram montar nada muito interessante em 3 meses. Fizeram treinamento em .NET… tem tanto material em VB.NET C# na internet que realmente em 1 mes já obtiveram sucesso.
    6. Me parece que o tempo de desenvolvimento e o profissional JAVA é mais lento e mais caro. Utilizamos JAVA somente para desenvolvimento para PDAs, celulares e smartphones.
    7. Estávamos pensando em desenvolver um sistema novo para browsers, com recursos de acesso utilizando multitouch e com intuito comercial no sentido de utilização diária, experimentamos 2 possibilidades e estamos ficando com sylverlight-Microsoft devido a facilidade e camada de negócios ser simples para implementações e o resultado obtido ficou muito bom. Roda em todos os browsers.
    8. Creio que a APPLE, com o iphone e o IPAD (enquanto novidade devido aos recursos inovadores) terão problemas no futuro. Quanto ao controle de software, tudo bem, porém a não liberação do equipamento para acesso com outros equipamentos (USB, BLUETOOTH ), recurso multitarefa, deixará um espaço grande para outros concorrentes (eu por exemplo tive um iphone, mas já estou analisando outras possibilidades). Assim que tiver algo melhor, com multitouch, estou trocando.
    9. Penso também que a maior concorrente da microsoft é a google. Os produtos dela são bons, leves e baratos.
    Abraços a todos !!

    [Responder]

    fevereiro 16, 2010 @ 9:08 pm
  • Achei interessante a matéria do Guanabara, com alguns pontos concordo mais com outros um pouco menos mas vamos lá.

    Sou cientista da computação, trabalho atualmente como Senior Professional Services consultant para uma multinacional francesa de telecomunicações (Alcatel-Lucent), escrevi um livro sobre desenvolvimento que foi publicado em todo Brasil ISBN: 8576081172.

    Estou fazendo esta introdução (que pode parecer meio arrogante) pra valorizar minha opinião, pra mostrar que sou da area.

    Bom pessoal, uso Mac OS X (Snow Leopard). A um tempo atras eu estava muito desconfortável usando Windows, sempre usei Linux em paralelo, desde sua existência, mas sempre tive um problema sério com o pinguin quando eu o via nas interfaces gráficas (KDE, GNOME e etc)… reparem, o Linux segue a cultura de GUIs da Microsoft, eles copiam a idéia do botão para menu iniciar, dividir os tópicos em programas, jogos, utilitários e etc. Posso ficar até amanhã mostrando similaridades entre KDE “por exemplo” e Windows mas este não é o alvo. Onde quero chegar é que gostem ou não, o sistema mais maduro, com cultura própria confiável e fácil de usar é Mac OS X. Não estou bancando de FanBoy, odeio essa posição até porque não ganho dinheiro defendendo uma marca ou outra (não preciso defender a ideia do produto q compro) uso a melhor solução pro meu trabalho (e não, não sou designer gráfico ou profissional de multimedia).

    Entendam, estou falando como um cara que está nessa desde 1986… os Macs são superiores em tudo e isso é fato, gostem ou não…

    Ahh caso alguém queira meter o pau… por favor aceito opinião negativa sobre Macs se você já teve ou tem 1. Caso contrário não se dê ao trabalho de imaginar como é usar um Mac.

    [Responder]

    Ricardo Pinheiro Respondeu:

    @Leonardo Todeschini, n foi o Guanabara q escreveu, fui eu, Ricardo Pinheiro… Mas alguém q tá na área há tanto tempo qto vc (comecei em 1986 tb).

    O Gnome segue a “cultura” do System 7 e do Mac OS X, logo há muitas semelhanças. Vc deve ter visto o KDE, q tem + semelhança c/ o Windows…

    Mac OS X é legal, mas n acho ele tão maravilhoso assim. Já usei no meu netbook, e n achei tão fantástico qto dizem.

    [Responder]

    fevereiro 17, 2010 @ 5:21 pm
  • Galera! quem escreveu o post foi Ricardo Pinheiro e não guanabara….

    Viva o Virtual Box!

    [Responder]

    fevereiro 18, 2010 @ 6:12 am
  • a microsoft tem que inovar em novas ideias e produtos quem sabe, e to usando o Linux Mint aqui no meu PC e no virtual box to usando o windows 7 instalado nele.

    [Responder]

    fevereiro 19, 2010 @ 12:35 pm
  • Mesmo que quem escreveu foi o tal de Ricardo, eu li no Guanabara…
    Hehehe…
    Na net as vezes importa quem disponibilizou melhor e nao quem faz…
    é que nem MS, tudo pode ser melhor que Windows, mas mesmo que agente não use, as pessoas a volta usam….coisas da vida…complicado.

    [Responder]

    fevereiro 20, 2010 @ 12:44 am
  • Eduardo Lobo

    Eu concordo com 80% de tudo que você disse Guanabara, mas não vi nada por exemplo falando da aceitação do windows 7, que foi grande, mesmo por usuários de Linux e outros.
    Em desenvolvimento por exemplo, é de fato indiscutível a predominância do Java, mas não acredito que nehnuma outra linguagem possa concorrer com ela atualmente se não C# (principalmente na àrea de games).
    Não estou defendendo a microsoft, na verdade, li uma vez seu texto sobre melhores sistemas na revista T.I digital e passei a viver isso à risca.
    O que qero é mostrar outro lado de tudo isso e dizer que vejo nesses fatos um grande futuro, de S.Os compatíveis. Onde vamos poder trabalhar de manhã com windows no escritório e acabar esse mesmo trabalho em casa com o mesmo programa mas usando Linux.
    O mercado muda porque as pessoas mudam, hoje não somos nós quem se adapta aos produtos. São os produtos que se adaptam às nossas necessidades.
    Abraços….

    [Responder]

    abril 25, 2010 @ 11:47 pm
  • 19 - bertioga

    li o post concordo com tudo que você disse sou desenvolvedor atualmente trabalho com visual studio microsoft pelo fato de a maioria das pessoas ainda usarem windows principalmente pequenas empresas estou migrando pro java que particulamente achei muito bom e como usuario não da para comparar microsoft com aple enquanto mac osx e muito melhor do que win7 não da para comparar e a aple foi a pioneira os promeiros computadores pessoais foram deles so com interface deles e o mouse deles mais vejo o linusx cmo uma boa opção futura.

    [Responder]

    setembro 10, 2010 @ 8:12 pm
  • 15 - Goiânia-Goiás!

    Instalei o Custom Firmware do geohot assim que foi lançado (saber inglês ajuda, rs), a uns 5, 6 dias, e realmente fuinciona, muito bom isso ae! E o TUTO ta bom, mas quer for bem leigo não vai dar conta ein, faltou alguns detalhes…

    [Responder]

    janeiro 18, 2011 @ 10:59 am
  • Thales
    - curvelo

    Poise é babacão, como vc disse, “Lá vem aquele chato do software livre falar mal da Microsoft…” no inicio do post nota 5. Nao existem mentiras no seu argumento, somente alguns “aumentos” e algumas informações q nao são verdade (devia pesquisar mais sobre os topicos abordados antes de dar sua opiniao). Pra finalizar, FODA-SE o software livre, nunca vai alcançar o usuario final, que corresponderá sempre a mais de 90% do publico. E se eles quiserem alcançar esse publico, deverao fazer cursos de interface com microsoft, alias, essa, ja esta de modernizando e aumentando a performance de seus SO’s. Em pouco tempo ela voltara reinar absoluta no mercado de SO’s.

    [Responder]

    março 14, 2011 @ 12:11 pm
Muita gente resolveu comentar aqui, então tivemos que dividir em 1 páginas.
Deixe sua mensagem aqui e colabore para chegarmos à página [1+1]! :)

Comentar